28.8.12

É demais a Capital!

Imagem: desconhecido
Poesia: Danízio Dornelles
Lindo desde ontem
o pôr-do-sol...
Só a fome,
debaixo da ponte,
não tem ocaso.

Homens de negócios
transitam;
Crianças de pele e ossos
permanecem,
São parte da paisagem oculta
Aos olhos fechados
à miséria do mundo...

Porto Alegre é demais!

Prédios buscam o céu,
na terra falta pão.
A miséria em lentas horas
consome diminutas mãos...
Os olhos se estendem,
como galhos vazios
a espera de flor,

Centavos por sorrisos fugazes..

Motores aceleram,
Cortam o vento, cortam a noite
Derramam o gozo
no luxo dos monstros
de ferro e cimento...

Porto Alegre é demais!

Um comentário:

  1. O cartão postal que não aparece. (Palavras tuas)

    ResponderExcluir